quarta-feira, 8 de julho de 2009

VERGONHA

Maria João Pires renuncia a nacionalidade portuguesa

Maria João Pires renunciou à nacionalidade portuguesa optando, unicamente, pela brasileira. Aparece um pouco por todo o lado que o motivo se prenderá com o tratamento indevido deste governo com o projecto Belgais, mas acontece que Maria João Pires (notas biográficas) acompanhou, muito de perto, toda a tramóia que foi o processo de destruição do sistema de ensino artístico especializado em Portugal, iniciado com o Relatório Avaliação Ensino Artístico da responsabilidade do Professor Doutor Domingos Fernandes e que culminou na semana passada com a Portaria n.º 691/2009 que colocou um ponto final na qualidade, exigência e bons resultados do sistema de ensino especializado da música e da dança em Portugal.Tenho vergonha…Tenho vergonha deste país quando me lembro de como Vianna da Motta, Luís de Freitas Branco, Bernardo Moreira de Sá, Hélia Abranches Soveral, Maria Manuela Araújo e muitos outros* foram tratados em Portugal, em nada diferente do tratamento dispensado a Maria João Pires e, muito recentemente, o sistema de ensino especializado de música que deles somos herdeiros e obrigação tínhamos de preservar e desenvolver.À bolina de conceitos que nada dizem, como ‘ensino elitista’, ‘ensino focado nos alunos’ e sei lá que mais, somos agora chegados à integração do sistema de ensino artístico especializado no ensino genérico, sem cuidar de conhecer e reconhecer as suas especificidades, num caldo que promove uma discriminação negativa (beneficia quem não trabalha nem quer aprender) e exclui do ensino público (ou do financiado, se preferirem) os alunos que trabalham, querem avançar e que são capazes de o fazer!Se o Professor Domingos Fernandes iniciou o processo e aceitou presidir ao ‘Grupo de Trabalho para a Reestruturação do Ensino Artístico’ junto da ANQ, hoje, seja por manifestaram acordo, por se alhearem, seja por se terem remetido ao silêncio, são também responsáveis por esta hecatombe os conselhos directivos das escolas públicas de ensino artístico especializado bem como as direcções executivas das particulares e cooperativas que, em conjunto, formam o sistema de ensino artístico especializado em Portugal.
Parabéns aos senhores professores e doutores promotores da mediocridade!
Adenda: Ministério da Trabalho decretou o arresto dos bens de Belgais onde funciona o projecto de ensino artístico de Maria João Pires, hoje dirigido pela sua filha.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Recordemos, outrossim, Maria Helena VIEIRA da SILVA, outra internacionalmente famosa artista que, embora Portuguesa de nascença e criação, teve de se refugiar no Brasil e, eventualmente, tomar a cidadania Francesa devido às situações que o governo Portugues criou a ela e ao marido, o pintor Húngaro Árpád Szenes. So dois anos depois da sua morte é que se inaugurou em Lisboa a Fundação Árpád Szenes-Vieira da Silva, enquanto que em França recebeu do governo Frances o Grand Prix National des Arts in 1966 e foi elevada a Chevalier de la Legion d’ Honneur in 1979. Morreu em França em 1992 com 74 anos.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
NÃO HÁ DUVIDA QUE PORTUGAL É UMA TERRA MADRASTA...

Nota: Com os respectivos agradecimentos ao Luís que me enviou este mail.

4 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Este país está mesmo patético!

TVstar disse...

"Bota" patético nisso amiga!!
Bjs

didium disse...

Este país é uma VERGONHA!

Bea disse...

País medríocre e de Medríocres sem vergonha! Como chegamos a isto?