sábado, 21 de março de 2009

Dia Mundial da Poesia

.

Lírio

Lua de neve quebrada
em seis pedaços de seda.
Luz de Lua que se queda
em meio às folhas cravada.
Lua em seis raios cortada.
Luz em pétalas de alvura.
Sobre a rama verde-escura
cetim branco e perfumado.
Nácar de Lua rasgado
em seis raios de luz pura.

Rafaela Chacón Nardi ( Cuba )
Tradução de Aurélio Buarque de Holanda

.Poema partilhado aqui e foto daqui

4 comentários:

Reverendo Bonifácio disse...

Lindo, lindo.

Um Lírio Branco disse...

Este é dos meus!...
Do Sol ou da Lua não importa, o que é importante é continuarmos a ter LUZ para prosseguir o nosso caminho.

bugsnaEDucação disse...

Gostaste, lírio branco, do retrato?

bugsnaEDucação disse...

Também achei, reverendo. Mais um achado. Bendita Net!